sexta-feira, 10 de julho de 2009

Fazer a diferença, é fazer menos do que se pensa!


Olá pessoal, espero que estejam gostando do blog até aqui!
Fico feliz por ver o número de acessos em tão pouco tempo, e mais feliz por saber que pessoas estão lendo algo com conteúdo.

Certa vez, conversando com alguns amigos, percebi algo muito importante, e desde então passei a me preocupar muito com pequenas atitudes que podem fazer toda a diferença.
Para muitos, em uma forma errônea de pensar, fazer a diferença, por exemplo, é ficar isolados em uma sala de aula. Bom, se ficar junto com seus colegas de sala te faz pecar, ou o que eles fazem é visivelmente errado, então se afaste. (I Tessalonicenses 5:22)
Porém muitos opinam por não andar com as pessoas, e pensam estar fazendo diferença. Digo a vocês que na maioria dos casos não estão. Pelo contrário, passam despercebidos.

O título deste post é muito sugestivo. Não quero escrever aqui um manual de como se deve fazer a diferença. Não tenho essa pretensão! Só quero que você, leitor, reflita brevemente se o que está fazendo faz alguma diferença na vida do seu irmão, ou se ele apenas passa os dias ao seu lado sem notar qualquer que seja a mudança.

Lembro-me de um debate em sala de aula, em que o assunto principal era -
se há uma batata podre no saco, apodrecerão as outras? - fiquei ouvindo atentamente e todos concordavam, e diziam unanimemente que sim. Então lancei a seguinte idéia: "Então se eu for uma pessoa boa em um saco podre, posso mudá-los". O silêncio reinou!
Creio eu, que para o jovem/adolescente, a maior das provações está no colégio ou trabalho. E são nesses lugares onde muitos decidem deixar Deus de lado e seguir seus próprios caminhos. Sem dúvida, é muito difícil para nós fazer a diferença. Porém se eu não falo palavrões (básico), já começa haver uma mudança. Ao meu redor, os "parceiros" precisam notar algo de bom.

Sabe gente, nós como cristãos precisamos tomar muito cuidado com o que falamos e da maneira que agimos, porque pode ter certeza que sempre, sempre, alguém estará olhando para nós querendo algo de bom. E a pergunta que fica é:
"O que vamos dar a elas?".

escrito por: Mateus Santana

5 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Senna disse...

É vero o que temos a oferecer as pessoas essa é a diferença, se estivermos preparados com a palavra de Deus não irão faltar oportunidade de fazer a diferença....

Senna disse...

Obrigado por visitar meu blog ...valeu;;;;

Luz do Mundo e sal da Terra #) disse...

Olá Mateus, paz,

Eu ia lendo e dizendo..."A mais pura verdade" rsrs
Concordo com você em todos os sentidos...fazer a diferença não é se isolar, passar despercebido..fazer a diferença é estar no meio das trevas iluminando...sendo verdadeiros embaixadores de Cristo...mostrando que não somos desse mundo, mas que estamos aqui representando o nome de Jesus! ;)
Deus abençoe,
Dayanna Fonseca.

Sergio Henrique Solino Christino disse...

A Paz do Senhor irmão, temos que hoje em dia realmente sermos a diferença, como no cumprimento da Palavra o mundo em que vivemos hoje não possui mais amor, nem próprio e nem pelos outros, então temos que ser moderados nas nossas palavras nos nossos modos, realmente termos um testemunho de servos do Altissimo. Amém

Postar um comentário

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir...
Um grande abraço e que Deus te abençõe!